fbpx Estagiários | ULisboa

Estagiários

Estagiários

O Programa Erasmus+ permite que estudantes do ensino superior, efetuem um estágio curricular ou extracurricular numa empresa ou universidade estrangeira.

Share Estagiários

Neste âmbito, a ULisboa envia estudantes para estágio através do seu projecto institucional do Programa Erasmus+ e, também do Consórcio Erasmus Al Sud (inserir link associado) – Connecting Regions, Creating Worlds.

As mobilidades de estudantes para estágios realizam-se entre instituições de ensino, com ou sem acordo bilateral, ou em empresas.

Os estudantes podem candidatar-se ao Programa Erasmus+ para realizar um estágio curricular ou extracurricular numa instituição de ensino superior, numa empresa ou noutra organização/instituição, durante os seus estudos ou nos 12 meses imediatamente seguintes à conclusão do seu curso  (como recém-graduados). Para tal, devem encontrar uma instituição de acolhimento que emita uma carta de aceitação, indicando o período em que o estágio irá decorrer. Para o efeito devem entrar em contacto direto com as instituições do seu interesse, enviando o seu Curriculum Vitae e solicitando a realização de um estágio. Poderão também contactar os Gabinetes de Mobilidade / Relações Internacionais / Erasmus de Instituições de Ensino Superior, solicitando apoio na procura de um local para estágio no âmbito do Programa Erasmus+. Estes estágios não acarretam custos para as empresas que acolhem os estudantes, sendo que algumas instituições de acolhimento atribuem um apoio financeiro aos estudantes.

Os estudantes em mobilidade têm um orientador de estágio na instituição de acolhimento, onde realizam o estágio, e um tutor na Instituição de origem (Escolas ULisboa) que são responsáveis pela supervisão e apoio científico e pedagógico, necessários.

 

O Programa Erasmus+ não apresenta limitação em relação ao número de vezes que um estudante pode participar nas atividades de mobilidade, dentro de um mesmo ciclo de estudos. Os estudantes podem fazer o número de mobilidades (para estudos e/ou para estágio) que lhes seja possível no âmbito do ciclo de estudos que frequentam, desde que:

| Não ultrapassem os 12 meses (365 dias) no total das mobilidades (conjunto do período de mobilidades para estudos, para estágios e como recém-graduados) realizadas dentro do mesmo ciclo de estudos;
| Caso já tenham realizado mobilidade no âmbito do Programa LLP-Erasmus, dentro do mesmo ciclo de estudos, a duração total da mobilidade realizada, desconta nos 12 meses de mobilidade a que têm direito no âmbito do Programa Erasmus+.

Podem candidatar-se ao Programa Erasmus+ mobilidade para Estágios os estudantes de acordo com os seguintes requisitos:

| Estudantes regularmente inscritos num curso conferente de grau na ULisboa, independentemente da sua nacionalidade;

| No caso dos estudantes de Licenciatura, a mobilidade Erasmus+ só é permitida para estudantes matriculados a partir do 2.º ano;

| No caso de já ter realizado mobilidades ao abrigo do Programa LLP-Erasmus, durante o atual ciclo de estudos, deve ter em atenção que a duração total de todas as mobilidades Erasmus (as realizadas e a que se propõe realizar), não podem ultrapassar os 12 meses, independentemente do número de vezes que participou ou do tipo de ação (estudos / estágio / períodos combinados). Os cursos de Mestrado Integrado contam como dois ciclos de estudo, sendo possível realizar 12 meses de mobilidade com bolsa durante o 1.º ciclo, seguidos de um novo período de 12 meses de mobilidade com bolsa no 2.º ciclo;

| Não são permitidas mobilidades para o País de residência oficial do estudante;

| Adicionalmente, cada Escola da ULisboa poderá definir os seus próprios critérios de elegibilidade e de seriação, de acordo com a especificidade de cada curso.

Duração:

Os estágios têm uma duração mínima de 2 meses (60 dias) e máxima de 12 meses (365 dias).

Candidaturas

O estudante interessado em se candidatar a um programa de estágios deve contactar o Gabinete de Mobilidade / Relações Internacionais / Erasmus da sua Escola ULisboa.

Passo a Passo:

| Submeter a Candidatura no Gabinete de Mobilidade / Relações Internacionais/Erasmus;

| Procurar e contactar as instituições para realizar o seu estágio;

| Assim que receba a confirmação de que pode ser aceite para realizar um estágio, deve solicitar uma carta de aceitação à Instituição de acolhimento;

| Definir o plano de estágio e submeter para aprovação tanto do Coordenador Erasmus do seu curso como do Orientador de estágio;

| O Gabinete de Mobilidade / Relações Internacionais / Erasmus de cada Escola solicitará o preenchimento de diversos documentos que servirão de base para a abertura do processo e emissão do respetivo Contrato de Estudante Erasmus+;

| Deve ser solicitado o Cartão Europeu de Seguro de Doença (CESD), na Segurança Social, ADSE ou em outros subsistemas de Saúde, consoante o caso;

| Pesquisar e providenciar alojamento e viagens;

| Deverá ainda assinar o Contrato de Estudante Erasmus+, que é o documento final que formaliza o seu Estatuto de Estudante Erasmus, e se for o caso, lhe permitirá receber a sua bolsa.  

A partir deste ano letivo (2020-2021), a assinatura do Contrato Erasmus será feita digitalmente, de forma mais fácil, rápida e cómoda, com recurso à assinatura digital através da ativação da Chave Móvel Digital (CMD).

| A Bolsa de Mobilidade Erasmus visa cobrir as despesas suplementares resultantes da diferença do custo de vida entre o país de origem e o país de destino;

| Ser selecionado para uma mobilidade Erasmus+ não implica necessariamente usufruir de uma bolsa de mobilidade remunerada;

| O valor das bolsas é definido para cada ano académico;

| A Comissão Europeia definiu 3 grupos de países (1. custo de vida elevado, 2. custo de vida médio e 3. custo de vida reduzido), para os quais se estipulou a atribuição de valores idênticos e fixos de bolsa, definidos pelas Agências Nacionais em cada país;

| As bolsas serão atribuídas de acordo com o valor do país de destino e para um número definido de dias de mobilidade, que pode corresponder à totalidade do período de mobilidade ou combinado com um número adicional de dias a “bolsa zero” (sem financiamento);

| Não é possível garantir a atribuição de bolsa a todos osestudantes mas a mobilidade Erasmus pode decorrer sem a atribuição de financiamento comunitário, ou seja, “bolsa zero”, sendo que o estudante beneficia de todas as condições e direitos de participação no Programa (não pagamento de propinas na Instituição de acolhimento, acesso aos serviços da mesma durante o período de mobilidade Erasmus).

| O tratamento de todas as questões práticas tais como, a viagem e o alojamento, são da inteira responsabilidade do estudante.

Pagamento das Bolsas:

| Todos os estudantes participantes no Programa Erasmus+, que recebam bolsa (ou possam vir a receber bolsa), devem ter um Número de Identificação Fiscal (NIF) e um Número de Identificação Bancário Portugueses (IBAN);

| Antes do início da mobilidade Erasmus, as Escolas da ULisboa definem e comunicam a lista de estudantes selecionados para atribuição de bolsa Erasmus+ e os respetivos valores a auferir;

| A ULisboa celebra contratos Erasmus com cada estudante individualmente. No caso de ser um estudante Erasmus com bolsa, o pagamento da bolsa será realizado nos 30 dias que seguem à assinatura do contrato.

Financiamento:

O financiamento da Mobilidade de Estudantes Erasmus+ é atribuído pela Comissão Europeia, através da Agência Nacional Erasmus+.

Antes de partir:

Entregar, no Gabinete de Mobilidade / Relações Internacionais / Erasmus da Escola, o Learning Agreement para Estágio, devidamente assinado pelas 3 partes interessadas (Escola ULisboa, pela Instituição de acolhimento e por si).

Não esquecer de levar:

| Cartão de Cidadão / Bilhete de Identidade ou Passaporte;
| Cartão Europeu de Seguro de Doença;
| Carta de aceitação instituição de acolhimento, bem como a indicação da pessoa de contacto a quem se deverá dirigir à chegada à instituição de acolhimento;
| Confirmação do Alojamento (se aplicável);
| Algum dinheiro para os primeiros dias.

Antes de regressar, solicite na Instituição de acolhimento:

| Declaração de Estada (DE), com as datas de chegada e partida*, devidamente assinada e carimbada pela Instituição de acolhimento, à data da partida. *Se teve algum período em mobilidade virtual, essas datas deverão ser obrigatoriamente expressas na DE;
| Documento com a avaliação do estágio pelo Tutor da Instituição de acolhimento, assinado e carimbado, à data de partida, da Instituição de acolhimento.

Quando chegar a Portugal:

Entregue no Gabinete de Mobilidade / Relações Internacionais / Erasmus da sua Escola:

| Declaração de Estada;
| Documento com a Avaliação do desempenho do estudante durante o estágio.

Após a entrega da Declaração de Estada, será enviado para o seu e-mail (verifique nas caixas de entrada e spam), o pedido de submissão do Relatório Final Erasmus online, o qual deverá submeter no prazo de 15 dias após a sua chegada. 

Desejamos-lhe uma boa viagem e uma experiência Erasmus fantástica!

 

| A avaliação e o reconhecimento dos estágios Erasmus+ difere de Escola para Escola e das circunstâncias em que o estágio é realizado (estágio curricular, realização de componente prática da dissertação ou tese de mestrado ou de doutoramento, estágio extracurricular);

| Em todos os casos é sempre necessário existir uma avaliação formal por parte da Instituição de acolhimento e um parecer do orientador da  Escola da ULisboa;

| O período de mobilidade para estágio poderá ou não ser objeto de creditação, sendo que, em todos os casos, os estágios Erasmus+ realizados durante o ciclo de estudos, serão registados no Suplemento ao Diploma;

| No caso dos estágios de recém-graduados, por se tratar de um estágio Erasmus+ realizado após a conclusão do ciclo de estudos, não há lugar a um reconhecimento oficial destas mobilidades nos documentos de final de curso (Certificado ou Suplemento ao Diploma) mas sim através do Europass. Cada uma das Escola da ULisboa deve solicitar a emissão do Europass de um mobilidade, no sentido de reconhecer a realização do Estágio Erasmus+ dos seus recém-graduados (documento a ser preenchido pela Instituição de origem e pela Instituição de acolhimento);

| Em todos os casos é sempre necessário existir uma avaliação formal por parte da Instituição de acolhimento que comprove o aproveitamento com sucesso das atividades desenvolvidas durante o estágio Erasmus+, juntamente com um parecer do tutor de estágio da Escola da ULisboa, no sentido de validar a atribuição da bolsa Erasmus.